Abelhas atacam crianças em Campo Acima e preocupa moradores

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Acidente, Animais, Campo Acima, Destaque, Estado, Geral, Interior, Internacional, Itaipava, Itapemirim, Justiça, Meio Ambiente, Mundo, Nacional, Polícia, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vila de Itapemirim

Tags: , , , , ,

Publicado em 14 janeiro, 2016 com Sem Comentários

DSC_6489Moradores da Rua Nelson Anacleto Bernado em Campo Acima já fizeram reclamações na Prefeitura, Excelsa e Corpo de Bombeiro e nenhuma destas instituições tomaram providência na retirada ou eliminação da casa de abelha, que ataca crianças há mais de um ano.

DSC_6492Segundo o morador Pablo, ele sai de casa para trabalhar e fica preocupado com suas filhas. Ele também diz que elas não podem brincar em sua varanda, temendo o ataque das abelhas. O jovem afirma que já fez várias reclamações na Excelsa, no Corpo de Bombeiros e na Prefeitura e nenhuma providência foi tomada. Várias crianças da rua já foram picadas pelas abelhas, algumas precisaram de atendimento médico por ser alérgicas. Há alguns meses atrás um homem foi morto por abelhas em Itapemirim e nós não gostaríamos de dar mais uma notícia trágica como essa.

DSC_6491Outros pais que residem na mesma rua, também ficam preocupados e não deixam seus filhos brincarem próximo ao poste onde se encontra a casa de abelhas. Nossa reportagem foi atacada enquanto fazia as fotos do local.

Há alguns meses atrás nossa reportagem procurou o Secretário de Meio Ambiente de Itapemirim, para que ele ajudasse essa família, que se encontra acuada dentro de sua própria casa, por causa das abelhas, mas até o presente momento a casa de abelha continua no poste e colocando a vida das crianças de Campo Acima em risco.

Esperamos que o órgão responsável tome as providências, e retire ou elimine a casa de abelha para que a população da Rua Nelson Anacleto Bernado em Campo Acima volte a viver sem medo.

DSC_6485 DSC_6490 DSC_6488 DSC_6487

 

Sem Comentários

Comentários de Abelhas atacam crianças em Campo Acima e preocupa moradores estão bloqueados