Apesar de vitória, gremistas se irritam com árbitro: “Pênalti escandaloso”

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Brasileirão, Cultura, Destaque, Entretenimento, Esporte no Mundo, Esportes, Futebol, Geral, Internacional, Mundo, Nacional, Segurança, Sem categoria

Tags: , , , , , ,

Publicado em 23 novembro, 2017 com Sem Comentários

Vice de futebol Odorico Roman afirma que Julio Bascuñan administrou a partida: “Não contava com o gol do Grêmio ou teria arbitragem perfeita para eles”.

Jogadores do Grêmio cercam árbitro ao final da partida (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)

A vantagem com a vitória por 1 a 0 sobre o Lanús, na primeira partida da decisão da Libertadores, não trouxe tranquilidade aos gremistas. Pelo contrário. Houve revolta dos tricolores com a arbitragem de Julio Bascuñan. Principalmente por um pênalti claro não marcado em Jael, no último lance da partida.

Já nos acréscimos, o atacante foi derrubado dentro da área após sofrer carga de Alejandro Silva. Os gremistas entenderam que houve uma penalidade, mas o lance foi entendido como normal. O confronto terminou e os jogadores fizeram uma roda em cima de Bascuñan. Em vão. Na zona mista, mais reclamações. O vice de futebol, Odorico Roman, detonou a arbitragem.

– O árbitro veio para administrar. Não deu cartão para quem tinha (havia cinco jogadores pendurados do Lanús), não deu pênalti escandaloso no Jael. O árbitro veio administrar, tirar o Kannemann e não tirar ninguém deles. Ele só não contava com o gol do Grêmio ou teria uma arbitragem perfeita para eles – desabafou.

O discurso explosivo do dirigente foi o mais contundente. Nem por isso, houve menos descontentamento entre os tricolores. Bruno Cortez questionou a utilidade do árbitro de vídeo na decisão. Apenas de muitos lances duvidosos, o recurso não foi utilizado uma única vez.

– Para que tem vídeo? Se há dois pênaltis e os caras não dão. Brincadeira – esbravejou.

Ramiro também citou os pênaltis. O primeiro reclamado seria justamente em cima do volante. Ainda na primeira etapa, aos 46, após driblar na área, dividiu com dois jogadores do Lanús e caiu.

– Achei pênalti claríssimo. Só se eu estou muito cego. Sofri carga por trás e pela frente. Ele falou que viu no vídeo. Tenho que acreditar que foram corretos – disse.

Com o resultado, o Grêmio vai com vantagem para para o jogo de volta na Argentina, na próxima quarta-feira. Será tricampeão da América com um empate. Vitória a partir de dois gols de diferença dá o título para o Lanús. Caso os argentinos vençam por um gol de diferença, a final irá para os prorrogação. Se persistir a igualdade, terá a cobrança de pênaltis.

Fonte: GE

Sem Comentários

Comentários de Apesar de vitória, gremistas se irritam com árbitro: “Pênalti escandaloso” estão bloqueados