Atlético Itapemirim-ES empata com o Tupy e garante vaga inédita para as finais do Capixabão

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Brasileirão, Campo Acima, Cultura, Destaque, Economia, Emprego, Entretenimento, Esporte no Mundo, Esportes, Estado, Futebol, Futebol Capixaba, Geral, Interior, Itaipava, Itapemirim, Região Serrana, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vila de Itapemirim, Vitória-ES

Tags: , , , , , , ,

Publicado em 22 Abril, 2017 com Sem Comentários

Jogando em casa, Galo da Vila fica no 1 a 1 com Índio Canela-Verde. Como venceu a ida, por 2 a 0, vai à decisão.

Atlético Itapemirim-ES empata com o Tupy e garante vaga inédita para as finais do Capixabão. Zizu comandou o Galo a final. Foto: Marcos Kito

Com mais de 50 anos de história, o Clube Atlético Itapemirim se profissionalizou apenas em 2011, mas somente a partir de 2014 começou a disputar competições de forma regular. Três anos depois, o Galo da Vila chega a sua primeira final de Campeonato Capixaba. Após a vitória no jogo de ida, por 2 a 0, o Galo da Vila carimbou a sua vaga na decisão ao empatar em 1 a 1 com o Tupy-ES, na tarde deste sábado, no José Olívio Soares, em Itapemirim, no jogo de volta das semifinais.

Os dois gols da partida foram marcados de cabeça pelo zagueiro Giovanni Pedrini, do Tupy. No primeiro tempo, o defensor fez contra e, na segunda etapa, marcou em favor do Índio-Canela.

Na decisão, o Atlético Itapemirim encara o Doze, que superou o Espírito Santo na outra semifinal. Os dois jogos das finais serão nos dias 29 de abril e 06 de maio, às 16h30. Existe a possibilidade das duas partidas acontecerem no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, que atende ao regulamento que determina que os jogos das finais sejam realizados em estádios com capacidade superior a cinco mil pessoas.

O Jogo

Precisando de reverter a desvantagem o Tupy esboçou uma pressão nos primeiros 20 minutos de jogo. Até chegou em duas oportunidades, uma com Caio Poletti e outra com Jean Sá, mas ambas pararam no seguro goleiro Ranule. Com uma postura mais de espera, o Galo começou a sair mais para o jogo apenas após a parada para a hidratação. Depois de duas cobranças de falta, na terceira tentativa, Wandell levantou a bola para a área e o zagueiro Giovani Pedrini desviou contra o próprio patrimônio e facilitou ainda mais a vida do Galo.

Mesmo com uma grande vantagem, após o o gol no fim do primeiro tempo, o Galo dominou a segunda etapa e só não ampliou por conta das boas atuações do goleiro Giovani Perim e dos zagueiros Diogo e Giovani Pedrini. No fim, o segundo ainda se redimiu do gol-contra e marcou um em favor do Tupy. Porém, era tarde demais para uma reação.

 

Sem Comentários

Comentários de Atlético Itapemirim-ES empata com o Tupy e garante vaga inédita para as finais do Capixabão estão bloqueados