Consumidores correm para negociar dívidas em mutirão

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Cachoeiro, Cultura, Destaque, Dinheiro, Economia, Educação, Emprego, Entretenimento, Estado, Geral, Justiça, Nacional, Politica, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vitória-ES

Tags: , , , ,

Publicado em 11 setembro, 2018 com Sem Comentários

A fila se formou antes mesmo da abertura do evento, que vai até sexta-feira em Cachoeiro – nem todos conseguiram senhas no primeiro dia.

Grande aglomeração se formou antes mesmo da abertura do mutirão de negociação de dívidas realizado pelo Procon de Cachoeiro de Itapemirim. Por volta das 8h00 desta terça-feira (11), as pessoas começaram a chegar. Uma hora depois, quando o atendimento começou, já contornava a Praça Jerônimo Monteiro.

A expectativa do Procon é de que aproximadamente 2,8 mil pessoas passem por lá nos quatro dias de evento, que segue até sexta-feira (14), com funcionamento de 9h00 às 16h00.

Abel Gabriel Ferreira, de 40 anos, aproveitou para já tentar negociar suas dívidas com uma financeira e um banco. Ele não sabe o valor exato do débito, mas calcula que já supera os R$ 2 mil. “Tentei negociar diretamente com eles, mas não consegui. Parece que o valor só aumenta. Aqui é bom que eu posso conseguir até 95% de desconto”, deseja.

Abel conta que ainda não conseguiu pagar a dívida porque está sem trabalhar. “Estou há sete anos sem carteira assinada, sobrevivendo só com ‘bicos'”.

 

Confira aqui as empresas participantes e o número de senhas disponibilizadas

 

Uma faxineira, de 58 anos, que pediu para não ser identificada, também está desempregada. Ela pegou empréstimo para reformar cômodo de sua residência, mas não conseguiu pagar. Viu no mutirão a oportunidade de negociar dívida de mais de R$ 8 mil.

“Nunca vou conseguir quitar a dívida se os juros não forem retirados. Nem fogão tenho na minha casa, porque não posso comprar. Se não fosse minha família para me ajudar, não sei o que seria de mim”.

Ela ainda estava na fila quando funcionário do Procon avisou que as senhas para a financeira com a qual tem dívida haviam acabado.  Tentará de novo nesta quarta-feira (12). “Preciso pagar essa conta, senão os juros aumentam ainda mais. Amanhã eu vou chegar mais cedo, com certeza”.

Vinte empresas participam da 5ª edição do mutirão. No total, 700 senhas são distribuídas diariamente, 120 delas preferenciais.

 

Balanço

Até às 12h30 de hoje, oito empresas atenderam à população com uma dívida de R$ 215.439,59 o total. O valor negociado chegou a R$ 43.281,63, tendo esses consumidores economizado R$ 172.157,96.

As senhas na Vivo, Dacasa, EDP e Bradesco foram as primeiras a acabar. Na A Vista, os clientes puderam economizar 95,76%.

 

Sem Comentários

Comentários de Consumidores correm para negociar dívidas em mutirão estão bloqueados