cuidados ao empinar pipas no período de férias

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Acidente, Educação, Estado, Geral, Guarapari, Nacional, Norte Capixaba, Sul Capixaba

Tags: , , , ,

Publicado em 10 julho, 2014 com Sem Comentários

Pipas_02-800-10-07-2010

Até o final do primeiro semestre de 2014, foi registrado um aumento de 44% nas ocorrências de pipas na rede elétrica durante o período de férias escolares

Vitória, 10 de julho de 2014 – Principalmente no período de férias escolares uma das brincadeiras muito comum entre as crianças é de empinar pipas, mas a atividade pode oferecer riscos e causar transtornos quando o objeto entra em contato com a rede elétrica. Pensando nisso, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, reforça as orientações de segurança ao empinar pipas. 
Caso a brincadeira não seja praticada de forma segura, além de provocar o desligamento da rede elétrica, com prejuízo às residências, hospitais e, também, em casas de pessoas que necessitam de aparelhos médicos de sobrevivência à vida, a atividade pode causar graves acidentes.
 
Para se ter uma ideia do aumento de ocorrências na rede elétrica causado pelo contato das pipas no período de férias escolares, neste ano, nos meses janeiro, fevereiro e junho foram registradas 573 ocorrências, contra um total de 319 registros verificados nos meses de março, abril e maio, quando as crianças estão no período letivo. Deste total, na região Sul do Estado foi registrado nos meses de férias escolares 151 ocorrências, sendo que durante o período de aulas escolares foram 81 registros.
 
“O contato das pipas com a rede elétrica pode causar danos para a população, que sofre com a interrupção do fornecimento de energia para suas residências e vias públicas, além de acidentes que podem acontecer quando o objeto fica preso à rede elétrica e as crianças tentam retirá-lo utilizando materiais condutores, como barras metálicas que, nestes casos, o contato pode oferecer risco de queimaduras graves, sequelas e até morte”, informa o gestor executivo da EDP, João Bosco Queiroz Ferreira.
 
Em busca de conscientizar a população e alertar crianças e adultos quanto aos perigos de empinar pipas próximo à rede elétrica, a EDP informa alguns cuidados essenciais para a prática da brincadeira:
 
·        Escolha um local descampado e longe da fiação elétrica;
 
·        Alguns materiais utilizados na confecção da pipa podem ser condutores de energia e aumentam o perigo em caso de contato com a rede elétrica. Rabiolas feitas de fita VHS ou cassetes são alguns exemplos.
·        O uso de cerol (pó de vidro com cola), além de ser um risco para motociclistas e pedestres, também oferece perigo no contato com a rede de energia. Isto porque ele corta a camada de borracha que reveste os fios de alumínio ou de cobre, o que permite a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto circuito e acidentes.
 
·        Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha) ou qualquer outro objeto condutor de energia não deve ser lançado sob a rede.
 
·        Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com a rede elétrica aumenta o risco de acidentes.
·        É expressamente proibido invadir as Subestações de Distribuição de Energia da EDP para recuperar pipas. Estes locais são energizados e somente pessoas autorizadas podem ter acesso.
 
Vale lembrar que em caso de qualquer anomalia na rede da distribuidora, os consumidores devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, por meio do 0800 721 0707, que funciona 24 horas e com ligação gratuita.