DNA confirma identidade de menino que se afogou em Marataízes

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Acidente, Afogamento, Barra do Itapemirim, Cachoeiro, Destaque, Estado, Geral, Interior, Internacional, Justiça, Marataízes, Mundo, Nacional, Polícia, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vitória-ES

Tags: , , , , ,

Publicado em 29 maio, 2017 com Sem Comentários

O afogamento aconteceu no dia 12 de março. Com o resultado do exame, a família vai poder liberar o corpo e realizar o sepultamento.

“Fico triste por que eu vou colocar um ponto final, mas não vou ter meu filho de volta”, disse Alcione Caetano

O drama da família do menino Lucas Caetano, 13 anos, que morreu no dia 12 de março deste ano após se afogar na praia da Areia Preta, em Marataízes, no Litoral Sul, está perto de chegar ao fim. A mãe dele, Alcione Caetano, irá na próxima terça-feira (30) no Serviço Médico Legal para fazer a liberação do corpo para sepultamento.

Lucas se afogou no dia 12, mas partes do corpo só foram encontradas dias depois entre pedras. A família acompanhou o trabalho do Corpo de Bombeiros e identificou o jovem pelas roupas, mas amostras foram encaminhadas para o Serviço de Verificação de Óbito, em Vitória, onde foram realizados exames de DNA.

O resultado do DNA ficou pronto na última quinta-feira (25) e deu positivo. “Demorou um pouco pois apareceram dois pedaços, fizemos teste em um e depois em outro, mas o resultado foi positivo”, disse o delegado Danilo Bahiense.

Alcione conta que foi convidada a comparecer no Serviço Médico Legal de Cachoeiro na próxima terça-feira com todos os documentos dela e de Lucas. “São dois sentimentos. Fico triste por que eu vou colocar um ponto final, mas não vou ter meu filho de volta. E feliz por poder fazer um enterro digno para ele”, disse.

Ainda de acordo com Alcione, na última sexta-feira (26), recebeu uma ligação da Polícia Civil de Marataízes informando que outra parte do corpo de Lucas foi encontrada no balneário.

 

 

Fonte: Gazeta Online

Sem Comentários

Comentários de DNA confirma identidade de menino que se afogou em Marataízes estão bloqueados