Feminicídio; Mulher é morta a tiros pelo ex-marido em Itapemirim-ES

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Agressão, Assassinato, Campo Acima, Destaque, Estado, Geral, Interior, Internacional, Itaipava, Itapemirim, Justiça, Mundo, Nacional, Polícia, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vila de Itapemirim, Vitória-ES

Tags: , , , , ,

Publicado em 10 Janeiro, 2018 com Sem Comentários

O acusado, Alair Souza da Silva, fugiu do local em uma motocicleta.

Feminicídio; Mulher é morta a tiros pelo ex-marido em Itapemirim-ES. Claudiana Ferreira da Silva, de 42 anos, chegava em casa em uma motocicleta quando foi morta pelo ex

Uma mulher de 42 anos foi assassinada pelo ex-marido na noite desta terça-feira (09) na Vila do Itapemirim, Litoral Sul do Estado. O acusado, Alair Souza da Silva, fugiu do local em uma motocicleta. Ele não aceitava o fim do relacionamento e já havia ameaçado a ex de morte.

O crime aconteceu na Rua 1º de maio, próximo a capela mortuária da sede do município. De acordo com a Polícia Militar, Claudiana Ferreira da Silva, de 42 anos, chegava em casa em uma motocicleta, junto com um de seus filhos, quando seu ex-companheiro, também em uma moto, atirou, aproximadamente, dez vezes contra ela. De acordo com a polícia, cerca de cinco disparos acertaram a vítima, sendo um na cabeça, A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O filho da vítima conseguiu fugir e não foi atingido.

Momentos antes do crime, o assassino estava fazendo uma visita para o irmão da vítima, Hélio Ferreira. “Foi uma surpresa muito grande. Ele estava lá em casa, por volta de umas 18h40. Umas 19h mais ou menos a minha irmã ligou falando que ele tinha matado ela. Ele estava tranquilo falando que gostava muito dela e, se ela precisasse, ele ajudaria ela. Nós não imaginávamos isso nunca”, disse.

Hélio ainda disse que antes dele sair de sua casa, o acusado alegou que iria visitar uma irmã que está acidentada. “A desculpa dele é que a irmã caiu de moto no final de semana e ele ainda não tinha visto. Quando ele pegou a estrada, ao invés de ir para a casa dele, pegou e seguiu para Itapemirim. Ele disse que amava ela e fez uma coisa dessas, espero que a Justiça prenda ele, para pagar pelo que fez”. disse Hélio.

No Brasil, a taxa de crimes contra a mulher cometidos pelo próprio parceiro é gritante. De acordo com pesquisas, 13 mulheres são assassinadas por dia ao redor do país. O crime ganhou especificação no código penal nos últimos anos: trata-se do feminicídio.

Na hora do crime, muitas pessoas deixavam o cemitério municipal onde estava tendo um sepultamento. As pessoas se assustaram com os disparos e fugiram do local. Já o
 suspeito fugiu em uma motocicleta. Viaturas da polícia fizeram um cerco na região para tentar prender o suspeito, mas não conseguiram localiza-lo. O casal estava separado há cinco meses após 10 anos de relacionamento. Ela deixa três filhos.

A Polícia Civil informou por meio de nota que o caso está sob investigação da Delegacia de Itapemirim. Demais informações não serão passadas, no momento, para não atrapalhar a apuração. E ainda que denúncias podem ser feitas por meio do Disque Denúncia 181, o sigilo e anonimato são garantidos.

O corpo foi recolhido pela Perícia Técnica da Polícia Civil para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim.

Sem Comentários

Comentários de Feminicídio; Mulher é morta a tiros pelo ex-marido em Itapemirim-ES estão bloqueados