Fluminense não se acomoda com vantagem, é superior ao Vasco e está na final do Carioca

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Artistas, Brasileirão, Cultura, Destaque, Educação, Entretenimento, Esporte no Mundo, Esportes, Futebol, Geral, Internacional, Mundo, Nacional, Segurança, Sem categoria

Tags: , , , , ,

Publicado em 23 abril, 2017 com Sem Comentários

Tricolor aproveita chances para definir a classificação logo no início da etapa final e atropela rival, que perde Douglas, expulso, e só volta a jogar no dia 14 de maio.

No duelo entre os campeões de turnos do Campeonato Carioca 2017, prevaleceu a superioridade técnica do Fluminense. Na primeira semifinal do estadual, a equipe de Abel Braga não se acomodou com a vantagem do empate, fez 3 a 0 sobre o Vasco no Maracanã, com gols de Richarlison, Wellington Silva e Léo, e garantiu vaga na grande final. Depois de um início equilibrado, os tricolores mataram o jogo logo no começo do segundo tempo e, com um a mais a partir dos 15 da etapa final, ampliaram o placar, repetindo o resultado do clássico que marcou a estreia das equipes na competição.

No começo da partida, nem parecia que o Fluminense era quem tinha a vantagem do empate. Buscando o jogo, pressionou o Vasco e criou boas chances, fazendo com que o adversário apostasse basicamente nos contra-ataques. Wellington Silva, em jogada individual, pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir. Richarlison teve grande oportunidade cara a cara, mas sua finalização foi bloqueada por Henrique. Da metade para o fim, porém, os cruz-maltinos ocuparam mais os espaços no ataque e levaram perigo a Diego Cavalieri, que fez grande defesa em chute de Nenê e contou com a sorte em cabeceio de Luis Fabiano na pequena área.

O Fluminense abriu o placar logo aos cinco minutos da etapa final. Depois de cobrança de falta de Sornoza, Richarlison precisou de duas tentativas para superar Martín Silva, que por pouco não evitou o gol. Logo depois, aos 10, a situação ficou ainda mais tranquila para o lado tricolor. Lucas aplicou belo chapéu pela direita e cruzou para Wellington Silva mandar para a rede de letra: golaço!

O Vasco teve grande chance de diminuir com Thalles completamente livre na pequena área, mas Cavalieri fez grande intervenção. Douglas foi expulso por entrada dura em Wellington e só complicou ainda mais a situação vascaína, que precisava do milagre de fazer três gols, mas não assustou. Pelo contrário: permitiu inúmeras chegadas do rival, que ainda ampliou com Léo, de cabeça, sozinho, após cruzamento de Sornoza.

PARTIU, DECISÃO
O Fluminense agora aguarda o vencedor de Flamengo e Botafogo, jogo que acontece às 16h deste domingo. Os rubro-negros têm a vantagem do empate para avançar à final, que será disputada em dois jogos, nos dias 30 de abril e 7 de maio. Ninguém tem vantagem na decisão – em caso de igualdade, a disputa vai para os pênaltis.

O Vasco, eliminado da Copa do Brasil e fora das competições sul-americanas, só volta a jogar uma partida oficial no dia 14 de maio, na estreia pelo Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras, em São Paulo.

PÚBLICO E RENDA
23.564 presentes
20.092 pagantes
R$ 832.320,00

INÍCIO VIOLENTO
Logo de cara, em um dos primeiros lances da partida, Luis Fabiano subiu para disputar bola com Henrique no alto e deixou o braço no rosto do zagueiro, que ficou caído por um tempo. Fabuloso não recebeu cartão pelo lance.

LANCE POLÊMICO
Aos sete minutos da etapa inicial, Wellington Silva fez fila , invadiu a área e foi tocado por Douglas. Ele caiu, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Na saída para o intervalo, o atacante tricolor comentou o lance.

– Foi (pênalti), não me joguei. Até adiantei a bola, mas quando tirei, ele (Douglas) me chutou. Mas foi decisão do árbitro, isso são coisas do futebol. Ele falou que deixei a perna, então era para ter me dado amarelo. Mas estou fazendo meu trabalho.

CHANCES PERDIDAS
A história poderia ter sido outra caso Nenê e Luis Fabiano tivessem aproveitado suas chances no fim do primeiro tempo. O camisa 10 teve chance cara a cara mas parou em Cavalieri, e o atacante não conseguiu concluir bem de cabeça.

CAI A INVENCIBILIDADE
Depois de cinco vitórias e dois empates – ambos em clássicos contra o Flamengo -, Milton Mendes perdeu sua primeira partida no comando do Vasco. Campeão da Taça Rio, o técnico agora terá um grande tempo livre para trabalhar. São três semanas sem jogos até a estreia pelo Campeonato Brasileiro.

NA BRIGA PELA ARTILHARIA
Richarlison chegou ao seu oitavo gol neste Campeonato Carioca e agora está atrás apenas de Adriano, do Nova Iguaçu, que tem nove e não atua mais pela competição. O camisa 70 do Flu terá duas partidas para tentar superar a marca. Guerrero, do Flamengo, tem sete e pode ser o grande adversário nesta disputa individual.

Richarlison comemora seu gol, o primeiro do Fluminense na vitória sobre o Vasco (Foto: André Durão)

Richarlison comemora seu gol, o primeiro do Fluminense na vitória sobre o Vasco (Foto: André Durão)

CAIU, LEVANTOU E EXPULSOU
Aos 15 minutos do segundo tempo, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá foi protagonista de um lance importante na partida. Acompanhando ataque do Fluminense de perto, ele acabou caindo após choque com Nenê, mas logo se levantou para tirar o cartão vermelho do bolso e expulsar Douglas por entrada dura em cima de Wellington Silva.

Fonte: GE

Sem Comentários

Comentários de Fluminense não se acomoda com vantagem, é superior ao Vasco e está na final do Carioca estão bloqueados