Futebol capixaba: Pikachu tem o poder de decidir no Galo da Vila

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Brasileirão, Campo Acima, Cultura, Destaque, Economia, Emprego, Entretenimento, Esporte no Mundo, Esportes, Estado, Futebol, Futebol Capixaba, Geral, Interior, Itaipava, Itapemirim, Nacional, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vila de Itapemirim, Vitória-ES

Tags: , , , , ,

Publicado em 22 abril, 2018 com Sem Comentários

Pikachu tem o poder de decidir no Galo da Vila

Atacante é destaque na temporada do Atlético/ES, que estreia domingo na Quadradona do Brasileiro.

Inspirado em um rato, o personagem Pikachu surgiu na década de 1990 em jogos de videogame no Japão. Anos depois, ganhou fama na animação Pokémon, onde é o mascote da série de TV. Sua velocidade e o poder de os raios elétricos acabaram chegando ao futebol. E no Atlético/ES, o atacante Uálisson Pikachu, de 28 anos, tem sido o cara do time, que estreia domingo pela Quadradona do Brasileiro.

Natural de Iguatama, interior de Minas Gerais, Pikachu começou a carreira em Montes Claros (MG), com a camisa do Funorte. E ele é três anos mais velho que o famoso Yago Pikachu, revelado pelo Paysandu e atualmente no Vasco.

Pikachu, personagem do Pokémon. Foto: Reprodução de internet

Pikachu, personagem do Pokémon. Foto: Reprodução de internet

“Todo mundo me pergunta sobre isso (risos). Na minha cidade, minha família tem o apelido de Pica-Pau (risos). Aí cheguei no Funorte (em 2008) e o goleiro falou que ia mudar para Pikachu. Ficou até hoje. Mas colocaram o apelido também por causa do Pokémon, por eu ser rápido”, explica o jogador, que teve passagens por Boa Esporte, Villa Nova/MG, URT/MG, Caldense e Votuporanguense.

Domingo, às 16 horas, o Atlético/ES vai enfrentar o Uberlândia em Minas Gerais, estado onde nasceu o atacante. Além do café e pão de queijo, Pikachu conhece bem o que o Galo da Vila vai enfrentar no estádio Parque do Sabiá.

“Conheço o treinador deles, que é o (Felipe) Surian, já trabalhei com ele na Caldense. Estão montando uma equipe muito forte para a Série D. Não podemos vacilar em nenhum momento. São seis jogos na primeira fase e temos que errar pouco”, frisou.

Pikachu agora muda a chave para a disputa do acesso à Terceirona do Brasileiro. Foto: Wildson Lesqueves/Atlético/ESPikachu agora muda a chave para a disputa do acesso à Terceirona do Brasileiro. Foto: Wildson Lesqueves/Atlético/ES

Pikachu celebra a classificação na final da Copa Verde, que terá o primeiro jogo na quarta-feira, contra o Paysandu, no estádio Kleber Andrade, em Cariacica. Mas sabe que agora o pensamento é outro.

“A gente está fazendo história no Atlético/ES, mas agora temos que desligar a chave da Copa Verde e ligar a chave da Série D, onde queremos a classificação, depois, o acesso”, afirmou.

Autor da assistência que originou o gol no empate em 1 a 1 com o Luverdense, na quarta-feira passada, pelo jogo de volta das semifinais da Copa Verde, Pikachu é o talismã do técnico Zé Humberto. “É disciplinar taticamente e extracampo também”.

O Galo da Vila está no grupo 13 da Quadradona, que também tem Americano/RJ e Novorizontino/SP.

Sem Comentários

Comentários de Futebol capixaba: Pikachu tem o poder de decidir no Galo da Vila estão bloqueados