Hospital Evangélico de Itapemirim não respeita decisão judicial e permanece com Pronto Socorro fechado. Veja o vídeo!

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Cachoeiro, Campo Acima, Cultura, Destaque, Dinheiro, Economia, Eleições Sul, Emprego, Entretenimento, Estado, Geral, Interior, Itaipava, Itapemirim, Justiça, Nacional, Politica, Política 2016, Presidente Kennedy, Saúde, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Turismo, Vila de Itapemirim, Vitória, Vitória-ES

Tags: , , , , , ,

Publicado em 27 dezembro, 2017 com Sem Comentários

Hospital Evangélico de Itapemirim não respeita decisão judicial e permanece com Pronto Socorro fechado. Foto: Marcos Kito

O juiz José Flávio D’Angelo Alcuri, tendo como base o pagamento em dia pelo município de Itapemirim, do Termo de Fomento firmado com a instituição, determinou que o pronto socorro do Hospital Evangélico de Itapemirim continuassem com o atendimento e funcionamento das emergências até o próximo dia 31. Mesmo com a decisão judicial a diretoria da instituição mantem o fechamento do Pronto Socorro. Eles alegam falta de repasse das prefeituras do litoral sul.

A decisão judicial deveria garantir o funcionamento até o próximo dia 31 de dezembro, mas hoje (27), nossa reportagem foi ao Pronto Socorro do Hospital Evangélico de Itapemirim no final da tarde e presenciou o descumprimento da decisão por parte da instituição.

Pacientes chegaram e não foram atendidos. Enquanto estávamos no local, flagramos mais de três pacientes que foram rejeitados pelo Evangélico de Itapemirim. Segundo alguns funcionários centenas de pacientes foram orientados a procurarem atendimentos em outras unidades.

A Prefeitura de Itapemirim conseguiu na Justiça uma tutela antecipada para garantir que a unidade não fechasse as portas até o próximo dia 31. A medida foi proferida pelo juiz José Flávio D’Angelo Alcuri, tendo como base o pagamento em dia pelo município do Termo de Fomento firmado com a instituição. Mas não foi isso que vimos e registramos no vídeo que segue junto a matéria.

Segundo a decisão judicial, “o serviço prestado pelo hospital é essencial e não admite interrupção em seu atendimento”, e lembra a importância do Hospital Evangélico de Itapemirim para a manutenção dos serviços hospitalares urgentes, principalmente, para a população mais carente. O fechamento do Pronto Socorro significaria risco à saúde e à vida dos moradores do município.

O fechamento do Pronto Socorro prejudica os moradores de diversos outros municípios do sul do Estado, que representam a maioria dos atendimentos realizados na instituição.

A nossa reportagem tentou contato com o diretores do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (HECI), que administra o hospital em Itapemirim, para saber porque está descumprindo a determinação judicial, mas não obtivemos retorno até o fechamento desta matéria.

Sem Comentários

Comentários de Hospital Evangélico de Itapemirim não respeita decisão judicial e permanece com Pronto Socorro fechado. Veja o vídeo! estão bloqueados