MARATAÍZES PREPARA HOMENAGENS AO ILUSTRE HERÓI CAPIXABA DOMINGOS JOSÉ MARTINS 

Postado por Sônia Vieira. Categoria: Barra do Itapemirim, Cultura, Destaque, Economia, Educação, Emprego, Entretenimento, Escolas, Estado, Geral, Informática, Interior, Justiça, Marataízes, Nacional, Politica, Política 2016, Região Serrana, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vitória, Vitória-ES

Tags: , , , , , ,

Publicado em 30 maio, 2017 com Sem Comentários

O Projeto “Tributo a Domingos José Martins & 200 Anos da Revolução Pernambucana” acontece entre os dias 09 a 12 de junho no Palácio das Águias em Marataízes.

Marataízes prepara-se para prestar uma grande homenagem ao herói capixaba Domingos José Martins, nascido em 09 de maio de 1781 no sítio Caxangá, na localidade de Boa Vista do Sul, em Marataízes.

A programação preparada pela Prefeitura Municipal de Marataízes através da parceria entre as Secretarias Municipais de Educação e Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico acontece entre dias 9 a 12 de junho no Palácio das Águias em homenagem ao seu ilustre filho, Domingos José Martins.

Confira a programação e venha prestigiar esse momento especial, preparado com todo carinho pela municipalidade e pelos alunos da Rede Municipal de Ensino de Marataízes em destaque ao seu herói capixaba, Domingos José Martins.

PROJETO “TRIBUTO A DOMINGOS JOSÉ MARTINS & 200 ANOS DA REVOLUÇÃO PERNAMBUCANA”

PROGRAMAÇÃO:

Dia 09/06 – Sexta-feira

8h – Abertura com as Exposições:

Trabalhos dos alunos da Rede Municipal de Ensino de Marataízes (todas as escolas) Fotografias “Marataízes & Itapemirim De ontem e hoje (apoio da Secretaria Municipal de cultura de Itapemirim);

Peças indígenas da Aldeia Maracanã com a presença do índio Carlos Tukano da tribo Tukano do Amazonas;

18h – Praça do Palácio das Águias

•  Apresentação da Banda COMUDI de Itapemirim (Corporação musical Douglas Ramos Dias), apresentando belíssimas canções;

•  Escolas de Samba da Barra do Itapemirim;

Jongos;

Grupos de Capoeira: Pernada Baiana de Itapemirim & Cultuarte Capoeira;

•  Folias de Reis do Município de Muqui: “Estrela da Manhã” Mestre Adalto Francisco Gomes (13 membros e o palhaço);

“Estrela Paz do Oriente” Mestre José Inácio e Adenizar (15 membros e o palhaço);

•  Musical de Sanfona e Viola com Adalton Ferreira Lima e amigos;

•  Danças contemporâneas revivendo a escravidão e homenagem aos pescadores de Marataízes com o professor de dança Guilherme Nascimento;

•  Recital de poesias e danças dedicadas ao herói capixaba Domingos José Martins e aos Índios com alunos da Escola Professora Inah Werneck de Cachoeiro de Itapemirim;

Musical Gospel com Nanny Costa e convidados

DIA 10/06 – Sábado a partir das 18h

•  Bate papo literário e autógrafos do livro “A Caminho de Anchieta” da escritora Alice Dellabianca

•  Balé clássico “Tributo a Dom Casmurro” com as irmãs bailarinas  Alice Lopes da Costa e Mária Lopes da Costa

•  Palestra “VIDA E MORTE DO HERÓI DOMINGOS JOSÉ MARTINS” e autógrafos do livro “Itapemirim como Tudo Começou” autoria do professor Luciano Retore Moreno

•  Apresentação cênica “Sobre a Revolução Pernambucana” com Clarice Lectern

DIA 11/06 – Domingo

8h às 18h – Visitação aos trabalhos dos alunos e fotos “Marataízes & Itapemirim de Ontem e Hoje” (trabalho fotográfico da Patrícia Monteiro e fotos cedidas pelo Professor Luciano Retore Moreno com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Itapemirim)

DIA 12/06 – Segunda-feira

Encerramento com as Escolas da Rede Municipal de Marataízes prestando as homenagens “DOMINGOS JOSÉ MARTINS”

8h as 12 HORAS – Apresentação das Escolas do turno matutino

12h as 18h – Apresentação das Escolas do turno vespertino

História de Domingos José Martins

Os primeiros anos

Iniciou os estudos primários na capital do estado do Espírito Santo, completando a sua formação, posteriormente, em Portugal. Seguiu para Londres, onde se empregou na firma portuguesa Dourado Dias & Carvalho, chegando a condição de sócio do mesmo estabelecimento comercial.

O revolucionário

Na Revolução de 1817, emergiu de maneira brilhante e singular. Pelas próprias circunstâncias de sua vida, era homem dono de grande capacidade de resolução. Os que na época trataram com ele, pintam-no amigo do mandar e do gastar, ambicioso e afável. Maçom, fizera em Londres amizades nos ambientes liberais e um de seus amigos mais próximos foi o general Miranda, que lutara na guerra da Independência dos Estados Unidos, vindo da França com as tropas de Dumouriez. Miranda participara também de uma tentativa de emancipação da Colômbia em 1805, sufocada pelos espanhóis, e seu sonho somente se concretizou com Simón Bolivar, ao mesmo tempo em que ele morria no cárcere, na Espanha.

Inegavelmente, Martins foi um observador inteligente que percebeu a evolução das ideias liberais na Europa e bem compreendeu as aspirações particularistas latino-americanas. Pernambuco deveria ser para ele um capítulo glorioso de todo esse grande processo.

O martírio e glória

Derrotado, foi preso e enviado à Bahia, sendo fuzilado em 12 de junho de 1817, no Campo da Pólvora-BA, hoje conhecido como Campo dos Mártires.

Domingos José Martins foi homenageado pela Polícia Civil do Estado do Espírito Santo que o escolheu como patrono.

Sem Comentários

Comentários de MARATAÍZES PREPARA HOMENAGENS AO ILUSTRE HERÓI CAPIXABA DOMINGOS JOSÉ MARTINS  estão bloqueados