Animais Barra do Itapemirim Cultura Destaque Economia Educação Emprego Entretenimento Escolas Estado Geral Informática Interior Internacional Justiça Marataízes Meio Ambiente Mundo Nacional Politica Saúde Segurança Sem categoria Sul Capixaba Vitória-ES

Marataízes realiza ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti

Adesiane Gomes (2)(1)Uma equipe da Secretaria de Saúde percorreu nesta segunda-feira (14) ruas do bairro Filemon Tenório, em Marataízes, em combate ao mosquito Aedes Aegypti – transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.  O bairro é um dos que tem maior incidência de casos suspeitos de Dengue na cidade.  Participaram 22 funcionários entre Agentes Comunitários, Vigilância Ambiental e Vigilância em Saúde. Na ação foram identificados e eliminados focos do mosquito.

Durante a visita nas casas os moradores receberam orientação e panfleto sobre o transmissor e as doenças causadas por ele. Como o Zika Vírus pode causar Microcefalia, as grávidas tiveram uma atenção especial. Com base no cadastro dos agentes comunitários, todas as grávidas do bairro foram visitadas. Uma das recomendações foi o uso do repelente que ajuda a manter o mosquito longe, evitando picadas. “Tenho muito medo. Estou grávida de 8 meses e por isso não deixo de usar o repelente”, enfatizou Adesiane Gomes, de 32 anos, moradora da rua José Brumana.

De acordo com a Secretaria de Saúde, em Marataízes 25% dos focos de mosquitos então em terrenos baldios. Os outros 75% são em casas (incluindo quintais), principalmente pelo fato de nem sempre as equipes de combate conseguirem chegar nas residências, seja pelo fato da casa estar fechada (veraneio), ou simplesmente pelo morador não atender os profissionais que atuam na prevenção. Só para se ter uma ideia, na Barra do Itapemirim uma média de 30 a 40% das casas não são visitadas por esses dois motivos. “Mesmo eu não deixando foco de dengue na minha casa, minhas duas filhas estão doentes. É preciso que todos se unam nessa causa”, disse a auxiliar de serviços gerais Inês Silva, que mora no beco Humberto Gomes.

Hoje Marataízes tem 342 casos suspeitos de dengue, e 225 confirmados. Um número infinitamente maior do que em 2014 quando apenas 14 casos dos 41 suspeitos foram confirmados. O aumento no número de casos de dengue aconteceu em todo Espírito Santo e no Brasil. E os cuidados esse ano estão voltados também para a Chikungunya e o Zika Vírus.

AS AÇÕES CONTINUAM PELA CIDADE

A prefeitura montou um cronograma intensificando as atividades de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Além de capacitações e panfletagens estão previstos outros mutirões nos bairros. As próximas ações nos bairros estão previstas para o Santa Tereza e Belvedere.

FAÇA SUA PARTE!

Ajude acabar com a dengue antes que ela acabe com você. Em água limpa e parada, o mosquito da dengue se desenvolve em até 5 dias. Rápido, né? Por isso não se esqueça, elimine os focos do mosquito da sua casa. Se o mosquito da dengue pode matar, ele não pode nascer.

Coisas simples como tampar os tonéis e caixas d’àgua, manter as calhas sempre limpas, deixar garrafas sempre viradas, manter lixeira bem fechada, enfim, não deixar água parada faz toda a diferença.