MOTORISTA MATA EX-MULHER DENTRO DE MOTEL

0
28

Achando que a ex-mulher estava com outro homem, após 30 dias de separação, motorista armou a cilada.Jucimaria Lopes Costa, 37 anos – A faca usada por José Carlos foi apreendida pelos policiais no local do crime

O motorista João Carlos Almeida Santos, 47 anos, matou a ex-mulher, a manicure Jucimaria Lopes Costa, 37, por volta das 10h desta segunda-feira (23), em Pinheiros, Norte do Estado. O crime aconteceu dentro de um motel.
Segundo o delegado da 17ª Delegacia Regional de Nova Venécia, Líbero Penello de Carvalho Filho, o casal estava em processo de separação e a motivação do crime seria ciúmes. O suspeito foi detido e confessou o assassinato. Segundo Líbero, João acreditava que Jucimaria estaria tendo um novo relacionamento, e marcou de conversar com ela em um motel da cidade.
O acusado contou à polícia que pegou a mulher quando ela desembarcou do ônibus e ambos foram direto para o motel. Assim que ele estacionou o veículo na garagem e foi entrar no quarto, a faca que levava na cintura caiu no chão.
Jucimaria, ao ver a arma, gritou por socorro. Neste momento o acusado deu a primeira facada na manicure. Ela correu para o pátio do motel, sendo perseguida pelo motorista que conseguiu alcançá-la.
Uma funcionária ouviu os gritos e, ao checar o que estava acontecendo, viu João dar uma facada no peito de Jucimaria. Ao todo, foram cinco facadas na vítima, sendo uma no pescoço, duas nas costas, uma no peito e outra no abdômen.
Após assassinar a ex-mulher, João ingeriu veneno para tentar se matar. O acusado foi preso em flagrante. Na delegacia, ele começou a passar mal e foi encaminhado para o Hospital Roberto Silvares, em São Mateus, onde permanece sob escolta. No hospital, a informação é de que João fez lavagem e ficará em observação por 24 horas.
O casal estava separado há cerca de 30 dias. Jucimaria estava morando em São Mateus, e tinha ido a Pinheiros para conversar com o ex-marido e receber uma quantia em dinheiro com objetivo de pagar algumas contas. João foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe e, após receber alta, será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus.
Fonte: Gazeta Online