Projeto que proíbe exposições com teor pornográfico no Estado é aprovado

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Abuso Sexual, Alegre, Anchieta, Artistas, Cachoeiro, Castelo, Cultura, Destaque, Educação, Eleições Sul, Entretenimento, Escolas, Estado, Geral, Guaçuí, Guarapari, Iconha, Informática, Internacional, Jerônimo Monteiro, Justiça, Mimoso do Sul, Mundo, Nacional, Norte Capixaba, Piúma, Polícia, Politica, Política, Política 2016, Presidente Kennedy, Região Serrana, Rio Novo do Sul, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vargem Alta, Vitória, Vitória-ES

Tags: , , , , ,

Publicado em 24 outubro, 2017 com Sem Comentários

A votação do projeto idealizado pelo deputado Euclério Sampaio (PDT) aconteceu na tarde desta segunda-feira (23).

Performance “La Bête”, no MAM, em São Paulo, colocou mais lenha na discussão

A Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) aprovou nesta segunda-feira (23) o Projeto de Lei do deputado Euclério Sampaio (PDT) que tem o objetivo de proibir no Estado exposições artísticas ou culturais com suposto teor pornográfico. O único voto contrário ao projeto foi o deputado Sérgio Majeski (PSDB).

Foi acatada a emenda da Janete de Sá (PMN) que isenta da lei exposições com obras de artistas reconhecidos e fotografias ou obras de populações indígenas ou correlatas. A emenda também traz a obrigatoriedade de que o limite de idade da exposição estar exposta em local visível.

A população está cansada. A maioria dela não quer essas exposições em nosso Estado, por mais que ‘seres iluminados’ digam que é arte

Euclério Sampaio (PDT)

Ao fim da votação, o deputado pedetista conversou com a reportagem. “Só houve um voto contra. A Assembleia refletiu o anseio da população”, disse.

Majeski, por sua vez, criticou a forma como o debate foi conduzido na sessão. “Se misturou uma coisa doida: pedofilia com arte, estupro, violência…”, criticou.

Ainda para o tucano, o projeto possui um problema constitucional. “Ele não diz quem vai fazer seleção (das exposições), baseado em quais critérios ou o que vai ser considerado pornográfico ou não”, criticou.

Euclério explica: “O projeto diz que a pessoa que vai fiscalizar: os órgãos competentes vão fiscalizar”, diz ele, em tom evasivo.

DEBATE

Embora tenha sido a favor do projeto de lei, o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) exige que haja critérios para definir o que deve ou não ser considerado pornográfico.

“O projeto trata de um assunto específico: que é a questão da exibição de pornografia em exposições. Isso eu sou contra. Ninguém é a favor de pornografia, mas tem de saber o que ela é”, ressalta o político.

Ao levantar essa questão, Enivaldo espera que a sociedade passe a debater esse tema. “A discussão tem de ser feita de uma maneira técnica e cultural porque a sociedade precisa aproveitar a proposta dos artistas para discutir o assunto”, disse.

Aprovado na sessão, o texto retorna para a Comissão de Justiça para que seja elaborada sua redação final. Após essa etapa, o projeto segue para as mãos do governador Paulo Hartung (PMDB), que o sancionará ou não.

Majeski tem esperanças de que Hartung não sancione a proposta de Euclério Sampaio. “Tenha a esperança que o Governo vá vetar o projeto”, concluiu.

Sem Comentários

Comentários de Projeto que proíbe exposições com teor pornográfico no Estado é aprovado estão bloqueados