Radialista Wanderson Amorim anuncia pré-candidatura a vereador em Castelo

Postado por kitosvideolocadora@hotmail.com. Categoria: Castelo, Destaque, Dinheiro, Economia, Educação, Eleições Sul, Emprego, Estado, Geral, Nacional, Politica, Política 2016, Segurança, Sem categoria, Sul Capixaba, Vitória, Vitória-ES

Tags: , , , ,

Publicado em 04 julho, 2016 com Sem Comentários

13570194_1031152750295181_1895122146_o

Wanderson Amorim é pré-candidato a vereador, em Castelo. A frente do programa, líder de audiência no Sul do Estado pela Rádio Cultura, sempre cobrou aos órgãos públicos ações para melhorar a vida dos castelenses.

O repórter e apresentador do programa Patrulha dos Municípios, Wanderson Amorim (PV), anunciou sua pré-candidatura a vereador de Castelo. A frente do programa, líder de audiência no Sul do Estado pela Rádio Cultura, sempre cobrou aos órgãos públicos ações para melhorar a vida dos castelenses.

Natural de Castelo, nascido na comunidade de Córrego da Prata, o radialista diz que decidiu colocar seu nome como pré-candidato a vereador por ver que a cidade está carente de quase tudo, e o Poder Público pouco ou quase nada tem feito para mudar a realidade do município.

“Fico muito triste de ver minha cidade praticamente abandonada. No rádio e no dia-a-dia muitas reclamações chegam até mim e sempre cobro e vou continuar cobrando as autoridades providências em relação à demanda do nosso povo, independente de ter uma cadeira na Câmara. Percebo que a maior carência de Castelo é na área da segurança pública, saúde, estradas do interior, boa parte delas em situação precárias, praticamente intransitáveis, e claro outras áreas são bem deficientes. Acredito que posso dar minha parcela de contribuição para mudar essa realidade”, disse Wanderson Amorim.

O radialista afirma que o vereador tem um papel fundamental para que a cidade possa se desenvolver, e que o parlamentar não deve ser submisso ao Executivo (ao prefeito), pois as melhorias de fato acabam não acontecendo.

O radialista afirma que o vereador tem um papel fundamental para que a cidade possa se desenvolver, e que o parlamentar não deve ser submisso ao Executivo (ao prefeito), pois as melhorias de fato acabam não acontecendo.

“Penso que o vereador não deve ocupar o cargo de parlamentar apenas para criar nome de ruas e homenagens, como ocorre nessa atual legislatura (2013-2016). O vereador pode sim fazer leis para beneficiar a população e cobrar do poder Executivo seja ele municipal ou estadual as melhorias para as comunidades. Sei que o vereador não faz obras, mas se for empenhado, consegue junto aos deputados estaduais, federais e senadores emendas parlamentares para a realização de obras e repasses de recursos para as mais diversas áreas. Por trabalhar há mais de 10 anos em rádios, TV, jornais, revistas, sites e assessorias de imprensa, adquiri muito conhecimento e contato com as mais diversas autoridades do Estado, e acredito que isso vai facilitar o acesso na hora de pedir apoio para as benfeitorias em Castelo. Tem que ter força de vontade, trabalhar e estar sempre onde o povo está”, afirma Wanderson Amorim.

“Um dia fui cobrar a vereador transparência no trabalho realizado pela Câmara de Castelo, e ele aborrecido pela cobrança disse para eu dar a cara para bater. A partir daquele momento resolvi que colocaria meu nome a disposição da população de Castelo e com a promessa que não escondo de ninguém: se conseguir ser eleito, se essa for a vontade da população que está tão desacreditada com a política, vou me dedicar ao real papel de legislar, fiscalizar a própria Câmara e o prefeito. Quero fazer um trabalho diferente de tudo o que já foi visto em Castelo. Ser vereador é bem mais do que entregar homenagens e criar nomes de ruas. Quero ser um vereador da oposição, não oposição ao prefeito, mas sim oposição as coisas erradas, pois essa é minha marca: Verdade com credibilidade e sem medo!”, ressaltou o radialista.

13570194_1031152750295181_1895122146_o

Wanderson Amorim disse que jamais pensou em se candidatar a cargos eletivos, mas diante de tudo que tem visto e ouvido, e a pedido de castelenses aceitou colocar o seu nome como pré-candidato a vereador.

Algumas propostas

*Criar leis de incentivo a juventude;

*Criar leis de incentivo em comum acordo com o Poder Executivo para o incentivo a novas aberturas de empresas na cidade gerando mais emprego e renda;

*Criar leis que obriguem a recuperação de áreas ambientas degradadas;

*Criar leis que garantam acessibilidade e igualdade de direitos para os deficientes físicos;

*Lutar para a implantação de uma Guarda Civil Municipal para auxiliar a Polícia Militar na segurança pública e organizar o trânsito de Castelo;

*Fiscalizar todos os atos do prefeito e acompanhar como está sendo gasto o dinheiro do povo, para evitar que recursos se percam pelo caminho;

*Lutar junto a deputados e senadores por recursos para implantação de um Pronto Atendimento Infantil (PAI) para garantir o atendimento médico a nossas crianças;

*Lutar para garantir atendimento médico nos postos de saúde;

*Trabalhar para fomentar as mais diversas categorias esportivas. Afinal, esporte além de ser uma opção de lazer melhora a saúde do cidadão;

*Lutar por conservas permanentes nas estradas do interior;

*Na área social trabalhar junto ao poder Executivo Estadual e Municipal, além de empresas privadas e organizações, para trazer cursos de qualificação gratuita à população;

*Brigar por transparência nos atos da Câmara Municipal e da Prefeitura. (Ninguém sabe quem são, o que fazem e quanto ganha o funcionário da Câmara de Castelo);

*Lutar para criar a Câmara Itinerante, levando o Legislativo em dias de sessões aos bairros e distritos para que a população possa acompanhar de perto o trabalho do vereador que ele elegeu;

Transparência

“Sempre acompanho o trabalho do Poder Executivo Estadual e Municipal e do Legislativo Estadual e Municipal. Em Castelo, o que diz respeito à transparência, a nota que dou a Câmara é zero. Ninguém sabe quem são os funcionários, quantos são e quanto ganha. No caso dos vereadores, alguém sabe quanto eles ganham? O Portal da Transparência não é transparente com o povo. A Câmara omite informações de interesse da população e isso não pode acontecer. Se conseguir ser eleito vou brigar pela transparência. Um dos papeis do Legislativo é fazer leis, mas a Casa de Leis não respeita a lei. Como pode isso?”, questiona Wanderson Amorim.

Sem Comentários

Comentários de Radialista Wanderson Amorim anuncia pré-candidatura a vereador em Castelo estão bloqueados