Terminal Pesqueiro vai facilitar setor de pescado e alavancar economia de Itapemirim e todo sul do estado

0
52
Dr. Luciano de Paiva diz que Terminal Pesqueiro vai incrementar economia de Itapemirim e facilitar setor de pescados. Na noite de ontem o projeto foi apresentando para os moradores, comerciantes e toda a comunidade pesqueira. Orçado em R$ 40.819.122,93 e com previsão de término em 18 meses     Foto: Marcos Kito

Sonhado há muitos anos pela comunidade de Itaipava e Itaoca, o terminal pesqueiro vai finalmente sair do papel e promete transformar a vida de quem vive da produção de pescados. Mas, não para por aí. Além disso, a obra deve inverter a lógica da arrecadação municipal, hoje ancorada principalmente na produção agropecuária, e incrementar toda a cadeia econômica da região, gerando mais empregos e aquecendo o comércio.

Dr. Luciano de Paiva conquistou a população de Itapemirim com muito trabalho e hoje ele está se consolidando como uma nova força política do sul do estado. Foto: Marcos Kito

Na noite de ontem o projeto foi apresentando para os moradores, comerciantes e toda a comunidade pesqueira. Orçado em R$ 40.819.122,93 e com previsão de término em 18 meses, o terminal terá uma estrutura para atender não apenas as cerca de 400 embarcações locais, mas todo o fluxo das cidades vizinhas também.

Não se trata somente de um local para receber embarcações, mas, sobretudo, os trabalhadores que fazem da pescaria seu meio de vida. O terminal terá uma estrutura que permitirá o abastecimento de gelo, abastecimento de óleo diesel, oficina para barcos, escola náutica, beneficiamento de pescados, centro administrativo e centro de apoio aos pescadores.

“Aqui os pescadores poderão fazer a pesagem dos pescados, a manutenção das embarcações, a compra do gelo a um valor menor do que se pratica, já que poderemos produzir até 96 toneladas de gelo por dia. Além disso, diminuindo o custo de saída das embarcações, e dando mais conforto e comodidade aos trabalhadores”, disse o secretário municipal de Pesca, José Artur Marchiori.

Ao centro o vereador Rogerinho acredita que a economia terá uma nova dinâmica após o termino desta obra.

Economia terá nova dinâmica

O investimento é todo da prefeitura de Itapemirim, mas a concepção de funcionamento envolve diversos atores. “Será um local modelo para todo o estado. O terminal terá capacidade de atender até oito embarcações ao mesmo tempo. Com isso, vamos dar as condições ideais para esse setor que é a vocação local e precisa desse reconhecimento. Com as parcerias do Ifes, Ufes, Governo Federal e Governo Estadual, estamos iniciando um novo momento do ciclo econômico da nossa região”, disse Rodrigo Bolelli, secretário municipal de Desenvolvimento Estratégico.

Hoje o setor de pescados responde por entre 15% e 19% da arrecadação municipal, sendo que a agricultura é a principal alavanca econômica. Mas, com o pleno funcionamento do terminal pesqueiro, é possível que essa lógica mude. “A projeção é que o setor de pescados passe a responder por até 40% da nossa arrecadação, sendo assim a maior fonte de receita municipal. Isso é plenamente possível porque estaremos com o setor organizado e bem estruturado, o que facilita a emissão de notas no município, a partir da utilização do nosso terminal”, disse José Artur Marchiori.

Os benefícios da obra já começam mesmo antes dela ficar pronta. Segundo o prefeito Dr. Luciano, serão gerados aproximadamente 200 empregos, com preferencia para a mão de obra local: “É um pedido que fizemos à empresa: empregar o máximo de gente da nossa cidade. Pedimos também para que dê ao nosso comércio toda a preferência de compra dos seus produtos que serão utilizados nesse empreendimento que é um verdadeiro sonho da nossa administração e principalmente de nossa comunidade pesqueira”, disse.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Aqui Notícias/Ilauro Oliveira