Vigilante é assassinado enquanto dirigia

0
17

Motivação do crime é um mistério para a família. Morte aconteceu na noite de sábado (27), na Rodovia do Contorno.

01O vigilante Paulo Roberto de Oliveira, 61 anos, foi assassinado enquanto dirigia uma picape na Rodovia do Contorno, na Serra. A motivação do crime, que aconteceu na noite de sábado (27), é um mistério para a família. O veículo e os pertences da vítima não foram roubados.

De acordo com um familiar do vigilante, que preferiu não se identificar por medo de represálias, Paulo estava na casa do parente, na Serra, com amigos assistindo uma luta pela televisão. Por questões de segurança, o familiar pediu para que a reportagem não divulgasse o bairro em que mora.

“Ele saiu da minha casa após a luta e disse que iria para a casa dele, em Jardim Carapina. Durante a noite eu não fiquei sabendo de nada, mas pela manhã o filho do Paulo ligou para a família comunicando o crime. Isso pegou a todos de surpresa”, disse.

Segundo investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Paulo saiu da casa do parente por volta das 20h30 e entrou na Rodovia do Contorno. Ele seguia em direção aCariacica e, ao passar por um retorno que, segundo familiares, ele deveria entrar para ir para Jardim Carapina, foi surpreendido pelo criminoso em outro veículo.

A polícia informou que ainda não sabe se o assassino estava em uma moto ou um carro, mas é possível afirmar, após a perícia no local, que Paulo dirigia uma picape Fiat Strada preta na faixa da direita quando foi emparelhado por um veículo e jogado para a pista da esquerda. O assassino atirou várias vezes na direção do vigilante, que estava com o carro em movimento.

Todos os tiros partiram da direção do lado do carona do carro e pelo menos três acertaram a cabeça da vítima.

Os vidros do Fiat Strada foram quebrados e o vigilante morreu na hora, parando o veículo no meio da rodovia. O criminoso fugiu sem roubar nada da vítima. Logo em seguida, um motorista que passava pelo local se surpreendeu com o carro parado e por pouco não bateu no veículo.

Ele conseguiu desviar o carro, mas o motorista que vinha atrás não teve a mesma sorte e bateu na traseira do Strada.

Os dois motoristas pararam para ver o que tinha acontecido, quando viram Paulo morto dentro do carro. Eles acionaram a polícia, que foi ao local. Nenhum suspeito foi encontrado.
“O Paulo era tranquilo, não era de confusão e não tinha inimigos. A gente espera que esse caso seja solucionado, porque para nós, é um mistério”, disse o familiar.

 

 

 

Fonte: G1