Aécio visita idosos, Marina vai a feira nordestina e Dilma fala sobre Getúlio

0
27

2Tucano foi ao Rio de Janeiro e ex-senadora, do PSB, esteve em São Paulo. Presidente e candidata à reeleição, Dilma falou com jornalistas em Brasília.

Os três candidatos à Presidência da República mais bem posicionados na última pesquisa de intenção de voto participaram de atividades de campanha neste domingo (24).

O senador Aécio Neves, do PSDB, visitou um abrigo de idosos no Rio de Janeiro; a ex-senadora Marina Silva, do PSB, foi ao Centro de Tradições Nordestinas (CTN), em São Paulo; e a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, convocou jornalistas para falar sobre os 60 anos do suicídio de Getúlio Vargas no Palácio da Alvorada, em Brasília.

O candidato do PSDB à Presidência dança durante visita a abrigo no Rio de Janeiro (Foto: Henrique Coelho / G1)O candidato do PSDB à Presidência dança durante
visita a abrigo no Rio de Janeiro (Foto: Henrique
Coelho / G1)

Aécio Neves
O senador afirmou que, se eleito, vai reajustar as aposentadorias e disse que os valores dos benefícios subirão quando houver alta nos preços dos medicamentos. Segundo ele, além da utilização de dados inflacionários e da variação do Produto Interno Bruto (PIB) para definição do aumento das aposentadorias, será considerado o gasto com medicamentos com base em uma cesta de remédios mais usados pela população idosa.

Ele falou sobre o tema durante visita ao Abrigo Cristo Redentor, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio.

Perguntado sobre eventuais dificuldades no segundo turno com a chegada de Marina Silva na disputa, Aécio Neves afirmou acreditar que irá para a segunda etapa do processo eleitoral. “Temos um projeto para o Brasil, um projeto de uma parcela importante da sociedade brasileira. E vamos debatê-lo, a decisão [do eleitor] temos que receber com absoluta humildade. Agora, se você me perguntar hoje o meu sentimento é que estaremos no segundo turno e vamos vencer as eleições.”Leia mais.

A candidata do PSB, Marina Silva, em vista à feira nordestina em São Paulo (Foto: Fábio Tito / G1)A candidata do PSB, Marina Silva, em vista à feira
nordestina em São Paulo (Foto: Fábio Tito / G1)

Marina Silva
A ex-senadora disse que, se eleita, manterá programas sociais como o Bolsa Família e atuará para o desenvolvimento econômico do Nordeste. “Nosso compromisso em políticas como o Bolsa Família é o de manutenção desse programa, entendendo que ele é uma conquista da sociedade brasileira. No nosso governo, nós queremos mantê-lo e aperfeiçoá-lo”, disse.

Marina visitou o Centro de Tradições Nordestinas, na capital paulista.

Marina evitou falar sobre possíveis irregularidades em relação ao avião usado por Eduardo Campos. Quando Marina foi questionada sobre o assunto, o candidato a vice na chapa, Beto Albuquerque, puxou para si a fala. “Sobre esse assunto, prefiro falar eu. (…) Eu não sei o que a Polícia Federal está falando. Se ela está falando, ela tem que apurar antes de falar. A PF tem que investigar e, quando decidir falar, tem que estar com a coisa concluída. Eu quero dizer que o partido prestará explicações a todos vocês, ao Brasil, sobre as condições em que [o avião] foi comprado”, afirmou. Leia mais.

 A presidente Dilma Rousseff, candidata a reeleição, durante entrevista coletiva no Palácio da Alvorada neste domingo (24) (Foto: Ed Ferreira/Estadão Conteúdo)A presidente Dilma Rousseff, candidata a reeleição,
durante entrevista coletiva no Palácio da Alvorada
neste domingo (24) (Foto: Ed Ferreira/Estadão
Conteúdo)

Dilma Rousseff
A presidente afirmou, no dia que marca os 60 anos do suicídio de Getúlio Vargas, que o episódio mudou o rumo do Brasil ao adiar o golpe militar em 10 anos. “Não só comoveu milhões e milhões de pessoas que foram às ruas, mas também, pelo fato de ele ter evitado o golpe que depois vai ocorrer dez anos depois, em 64.” Segundo a presidente, é “essencial” entender a morte de Getúlio Vargas.

Ela convocou jornalistas para falar sobre o tema no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

Questionada sobre a possibilidade de o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa fazer acordo de delação premiada que envolva denúncias sobre a estatal, Dilma disse que não comentaria decisão de “pessoa presa”. “A Petrobras é muito maior que qualquer agente dela que cometa equívocos. […] A Petrobras está acima disso [denúncias de corrupção] e eu não tenho que comentar sobre decisão de pessoa presa fazer ou não delação premiada.”

Outros candidatos
De acordo com agenda divulgada pela campanha, o candidato Pastor Everaldo, do PSC, participou de encontro com integrantes de seu partido na cidade de Apucarana, no Paraná.

Levy Fidelix, do PRTB, assistiu a missa com a família na capital paulista pela manhã e à tarde fará corpo a corpo na região da Avenida Paulista.

Mauro Iasi, do PCB, fez caminhada no Metrô de Acari, no Rio.

Rui Costa Pimenta (PCO) participou de seminário que avalia o cenário internacional com base na interpretação marxista. Os dados fazem parte de previsão divulgada pelas próprias campanhas.

Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU) e Eymael (PSDC) não tiveram ou não divulgaram agenda de campanha neste domingo.