Itapemirim busca recursos para Educação, em Brasília

0
22

foto 3(1)O prefeito de Itapemirim, Luciano de Paiva, determinou aos secretários de Obras e Urbanismo, Rodrigo de Almeida Bolelli e de Educação, Adriana Paula Viana Alves, que se deslocassem à capital federal para deliberarem pendências na área educacional.

Entre outros assuntos, Rodrigo e Adriana se reuniram, extraordinariamente, em Brasília com representantes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Segundo Bolelli, a conversa com o FNDE foi produtiva: “Tratamos de assuntos referentes à paralisação da construção da Creche de Itaoca, obra que vai ser retomada em breve”.

Também foi discutida com o Governo Federal a liberação de recursos para AEC’S. Foram liberadas, de acordo com o secretário, sete escolas para receberem recursos para o Programa “Atleta na Escola”.

No Distrito Federal os secretários discutiram o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) Integral, Estrutural e Campo, além da liberação do Plano de Ação Articulada (PAR) e novos projetos educacionais que serão liberados logo após o reinício da construção da unidade escolar em Itaoca.

Conheça o PDDE Campo:

Os recursos financeiros são liberados em favor das escolas de educação básica do campo que possuam Unidade Executora Própria (UEx) devendo ser empregados na contratação de mão de obra para realização de reparos ou pequenas ampliações e cobertura de outras despesas, que favoreçam a manutenção, conservação e melhoria de suas instalações, bem como na aquisição de mobiliário escolar e na concretização de outras ações que concorram para a elevação do desempenho escolar. Os recursos variam de acordo com o número de matrículas: de 04 a 50 matrículas; de 51 a 150 matrículas e com mais de 150 matrículas.

Fonte: PMI