Mais uma mulher é morta a pedradas em menos de uma semana no Estado

0
35
A mulher tentou fugir, mas foi morta na frente do filho Foto: TV Vitória
A mulher tentou fugir, mas foi morta na frente do filho Foto: TV Vitória

O crime aconteceu em Cariacica e o suspeito é o marido da vítima. O primeiro crime semelhante a esse aconteceu no último dia 21 em Vila Velha.

Uma mulher foi assassinada a socos e pedradas no bairro Nova Esperança II, em Cariacica. De acordo com a família da vítima, os dois bebiam muito e eram ciumentos, o que pode ter motivado o crime. Segundo a polícia, Ana Cláudia Mercílio Fernandes, de 31 anos, foi morta na frente do filho de quatro anos.

“O que ele fez com a minha irmã não tem perdão. A justiça tem que ser feita. Eu quero que ele pague o crime que cometeu. Ela estava muito alegre”, disse Jessica Antonio Fernandes, irmã da vítima.

Tiago Rosa de Souza Silva, de 31 anos, é o suspeito de ter cometido o assassinato, informou a polícia. Ele foi preso na noite da última quinta-feira (23). Na delegacia, negou ter cometido o homicídio. “Se eu tivesse agredido alguém eu estava cheio de sangue. Se eu tivesse feito alguma coisa você acha que eu estaria aqui? Eu já teria metido o pé e fugido”, afirmou o suspeito.

Para a polícia, não restam dúvidas de que Tiago matou a própria mulher. Segundo o delegado Romualdo Gianordoli, o crime foi brutal e cometido na frente do filho do casal. “Ele começou a execução do crime na presença do filho. Até agora ele parece embriagado. Ele não esboçou reação e negou o crime, mas há indícios suficientes para apontá-lo com segurança como autor desse crime. Teve testemunha que presenciou o crime e viram ele correndo atrás da vítima”, contou.

Um vizinho também contradiz a versão de Tiago, que afirmou ter saído de casa por volta das 19 horas. Helder alega ter visto o acusado e a vítima às 21 horas, menos de uma hora antes do crime. “Os dois estavam juntos bebendo e não tinha acontecido nada. Estava normal, ouvindo música e tudo”, apontou Helder de Souza.

De acordo com a polícia, a discussão do casal começou ainda dentro de casa. Tiago teria pegado uma faca para tentar golpear Ana Cláudia. Ela teria conseguido escapar, e descido uma rampa para a rua, mas não foi longe. Ela teria sido alcançada pelo marido, que teria praticado o crime com socos e pedradas.

A mãe de Tiago, a auxiliar de serviços gerais Margarida Rosa de Souza, também esteve no bairro na manhã desta sexta-feira (24), logo após ser avisada sobre o crime. Ela afirmou que o casal estava junto há dez anos. Segundo a mãe do suspeito, o filho já havia sido preso por agressão à mulher. “Quando ele bebia muito não dava para falar com ele, pois ficava violento com a gente. Os dois bebiam muito e eram bastante ciumentos um com o outro. Ele também já tinha dado uma facada nela há sete anos, e eu já havia falado que era para eles se separarem”, revelou a mãe do acusado.

Segundo o delegado, Tiago será indiciado por feminicídio, a nova denominação para assassinatos passionais cometidos contra mulher. A pena pode chegar a 30 anos de prisão.

Cabeça esmagada

No último dia 21, uma mulher morreu após ser atingida com uma pedrada na cabeça no bairro Terra Vermelha, em Vila Velha. De acordo com a polícia, o principal suspeito do crime é o ex-marido da vítima, Daniel Lopes de Souza, de 42 anos.