Manfrine é o alvo da base aliada do prefeito afastado de Itapemirim e se defende

0
23

Ele disse que não entende com ainda tem pessoas que apoiam políticos corruptos.

Manfrine diz que vai seguir seu trabalho normalmente.    Foto: Marcos Kito
Manfrine diz que vai seguir seu trabalho normalmente. Foto: Marcos Kito

Com seu jeito de não medir palavras quando o assunto é corrupção e politicagem o vereador, Manfrine, do município de Itapemirim-ES tem sido o alvo do grupo de apoio ao prefeito afastado, Luciano de Paiva.

Nas redes sociais ou até na mídia seu nome tem sido criticado e ele explica o motivo. “São pessoas ligados ao prefeito afastado por corrupção. Eu apenas denunciei que é o meu papel como vereador. Quem afastou o prefeito foi a justiça. Não foi eu que decidi. Até uma parte da imprensa que era beneficiada com o afastado se virou contra mim. Mas tenho advogado que já esta cuidando de cada caso. Eles não vão ficar me caluniando a troco de nada”, disse Manfrine.

O parlamentar na última sessão ordinária dos vereadores, terça-feira (31) entrou em choque com a mesa diretora, pois o presidente da câmara, Paulinho não cumpriu a Lei Orgânica do município, segundo Manfrine.

“O presidente foi omisso. Ele rasgou a Lei Orgânica. Ele é da base aliada ao prefeito afastado e deve ser por isso que não fez o que determina a lei”, desabafou.

Perguntado sobre como encara essa situação o vereador disse estar tranquilo. “Preocupado não estou. Tranquilo quanto a isso. Eu estou é pasmo, pois não consigo entender como têm pessoas que apoiam políticos corruptos e afastados pelo Tribunal de Justiça. Mas mesmo assim não vou me calar e continuarei a fazer meu trabalho de fiscalizador no qual fui eleito para isso”, concluiu.

 

 

 

 

Fonte: Panorama ES